ONDE ATUAMOS

 

 

A principal capacitação do Grupo de Estudos em Bioeconomia está em produzir relatórios analíticos que, partindo das informações disponíveis (relatórios de agências governamentais e internacionais, serviços especializados, informações empresariais, congressos especializados, etc ) e de informações originais (bancos de dados próprios, pesquisas junto às empresas, centros de pesquisa nacionais e internacionais), fornecem uma reflexão original sobre o desenvolvimento da Bioeconomia e da Economia Circular e suas perspectivas no Brasil e no mundo.

 

Nessa linha de atuação, produzimos regularmente documentos analíticos de livre acesso e/ou sob solicitação de empresas e órgãos de governo abordando aspectos estratégicos de temas chave da Bioeconomia. Esses temas são também abordados nos cursos de mestrado e doutorado, nos cursos abertos aos profissionais e nas teses e dissertações. Nossos principais temas de estudo são:

 

 

a.  Empresas estabelecidas em indústrias tradicionais (petróleo e gás, petroquímica e química, agronegócio, papel e celulose, alimentos, cosméticos): estratégias comparadas na Bioeconomia;

 

b.  Startups na Bioeconomia: perfil estratégico e tecnológico;

c.  Modelos de negócio: experimentação e inovação;

 

d. Matérias-primas renováveis: Matéria-prima como fator estruturante da Bioeconomia; desafios da estruturação de oferta e tratamento;

 

e. Produtos da Boieconomia: Identificação de oportunidades e desafios em novos produtos e o desenvolvimento de químicos plataforma;

 

f.  Resíduos urbanos e industriais como matéria-prima: desafios e oportunidades para estruturação de atividades industriais no Brasil;

 

g.  Tecnologias emergentes: Competição entre tecnologias e caracterização das trajetórias tecnológicas; 

 

h.  Ecossistemas de inovação relacionados à Bioeconomia: dinâmica e evolução;

 

i.  Biorrefinarias: modelos e complexidade;

 

j.  Economia Circular: Estruturação em materiais plásticos e outros materiais;

 

k.  O papel dos utilizadores finais (brand owners) na Bioeconomia: seu impacto sobre a adoção e difusão de bioprodutos;

 

l. Políticas de apoio à Bioeconomia: estudo comparativo nos principais países e regiões; análise dos processos de implementação e comparação com o caso brasileiro e

 

m. Transições sociotécnicas: exploração de fatores e caminhos que relacionados à Bioeconomia