PROJETOS

Projetos

- Polímeros Especiais - dinâmica de inovação e competição (Braskem, 2014)

 

Descrição:

O estudo dos polímeros especiais tem como objetivo abordar quatro questões principais: Houve alguma mudança no contexto de valorização desses produtos como uma oportunidade de novos negócios no mundo dos plásticos? Como pode ser compreendida a dinâmica de inovação na indústria de polímeros especiais? Quais os recursos e competências necessárias para atuar neste mercado?            Onde se localizam as maiores oportunidades de desenvolvimento para estes produtos? Considera-se no escopo do estudo os chamados polímeros de alta performance e os polímeros de engenharia, chamados neste relatório de polímeros especiais. Logo, espera-se apresentar a dinâmica de estruturação tecnológica, mercadológica e econômica do negócio de polímeros especiais de modo a propiciar uma compreensão dos elementos fundamentais para a dinâmica de inovação desses materiais e a elaboração de um roadmap da indústria. A principal conclusão da análise dos mercados e inovações em torno dos polímeros especiais é de que há uma dinâmica fortemente orientada e concentrada na criação de oportunidades em novas aplicações. O produto é visto como uma plataforma de oportunidades para o desenvolvimento de aplicações. Entre os materiais analisados, muitos já haviam sido desenvolvidos pelas empresas há décadas. Os esforços das empresas produtoras se concentram na busca de maior inserção desses polímeros nos segmentos atendidos e na sua entrada em novas oportunidades ainda pouco ou não exploradas pela indústria.

 

 

-Dinâmica tecnológica e de inovação na utilização da glicerina: avaliação das alternativas em desenvolvimento (GE, 2013)

 

Descrição:

O glicerol é visto como substância interessante como matéria-prima tendo em vista tanto a disponibilidade decorrente da produção de biodiesel quanto às múltiplas alternativas que sua estrutura e reatividade oferecem aos pesquisadores como oportunidade de inovação. A glicerina seria, portanto, uma oportunidade a ser explorada pela indústria química. Existem numerosas propostas para o aproveitamento do glicerol, utilizando processos diferentes: químicos, bioquímicos, termoquímicos e visando diferentes mercados finais. Os desafios e oportunidades oferecidas pelas diferentes combinações de processos e produtos têm levado à estruturação de diversos projetos de pesquisa. Entretanto, a estruturação efetiva de uma indústria baseada na glicerina não depende apenas do sucesso tecnológico desses projetos de pesquisa. Além dos desenvolvimentos mercadológicos que as particularidades de cada combinação processo/produto podem exigir, a estruturação da própria oferta da glicerina dentro dos padrões de suprimento da indústria química é um desafio a ser vencido. O estudo propõe-se a discutir os seguintes tópicos: linhas de pesquisa em desenvolvimento; estágio de desenvolvimento dessas linhas (maturidade tecnológica);   potencial tecnológico e econômico, considerando tanto os processos em desenvolvimento quanto a natureza dos produtos e mercados almejados; atores envolvidos no desenvolvimento das novas tecnologias: base de conhecimento, alianças, fontes de financiamento, modelos de negócio; particularidades do caso brasileiro, principalmente quanto à disponibilidade do glicerol (o escopo do estudo é mundial).

 

 

-Aproveitamento de rejeitos plásticos para produção de combustíveis e matérias-primas para a indústria química (Braskem, 2013)

 

Descrição:

O estudo do aproveitamento de rejeitos plásticos para a produção de combustíveis e matérias-primas para a indústria química tem como objetivo abordar duas questões principais:         É possível encontrar tecnologias viáveis para lidar com o aproveitamento de rejeitos plásticos para a produção de combustíveis ou matérias-primas para a indústria química? Em que horizonte?  Em que medida o desenvolvimento desses processos é influenciado por perspectivas econômicas do negócio ou por exigências da regulamentação? O estudo dessas questões será apresentado na forma de um roadmap (rPTFF). A principal conclusão da análise das tecnologias voltadas para o PTFF é de que não existe efetivamente uma competição tecnológica entre as alternativas identificadas. Para um número restrito de produtos, combustíveis na grande maioria dos casos, um conjunto de tecnologias bastante semelhantes tem sido proposto. Ao se delimitar o estudo ao caso dos rejeitos plásticos pós triagem para reciclagem, o campo de análise se torna ainda mais restrito, afastando-se dos casos clássicos de roadmaps tecnológicos em que uma efetiva competição tecnológica se estabelece.

 

 

-Avaliação das Oportunidades Tecnológicas e de Mercado para o CO2 (GE, 2013)